Bem vindo (a)!
Home > Destaques > Semana Missionária ocorre em Porto Alegre

Semana Missionária ocorre em Porto Alegre

Missão levará jovens ao encontro de diversas realidades sociais do dia 20 a 26 de julho, em Porto Alegre

De 20 a 26 de julho, jovens de todas as Arquidioceses e Dioceses do Estado do Rio Grande do Sul estarão em Porto Alegre para viver experiências de reflexão missionária em diferentes realidades e em comunhão com outras pastorais. Durante a Semana Missionária, os jovens estarão em contato direto com a realidade vivida pelas pessoas que vivem com Aids, população carcerária, moradores de rua e papeleiros.

Entre os locais previstos para o trabalho de missão estão a Fonte Colombo (que trabalha com pessoas que vivem com HIV), o acompanhamento da Pastoral Carcerária e o trabalho na Vila dos Papeleiros, na Ilha dos Marinheiros, no Centro de Promoção da Criança e do Adolescente São Francisco de Assis, na Lomba do Pinheiro e a Obra Social Padre Pedro Leonardi, no bairro Restinga, que atende crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, bem como famílias e moradores de rua.

De acordo com a Irmã Zenilde, coordenadora regional do Serviço de Evangelização da Juventude da CNBB Sul 3, essa é uma oportunidade para os jovens fazerem a experiência de Pastoral de Conjunto, através das diferentes realidades vivenciadas pela Pastoral Carcerária, Pastoral da Aids, e pelos trabalhos sociais. É uma oportunidade para que o missionário faça um encontro com a pessoa do catador, com a pessoa do presidiário, com a pessoa que está com o vírus HIV, liberando-se de todo o preconceito e fazendo a experiência do encontro. “Precisamos enxergar a pessoa independente da condição social. É um encontro entre pessoas e nesse encontro deixamos que Deus se manifeste”, ressaltou.

Além disso, a partir dessa experiência, os jovens poderão redescobrir, dentro dos diferentes ministérios existentes na Igreja, os lugares onde podem servir. “O jovem precisa assumir seu espaço dentro dessa organização. Oxalá que a juventude de todo o Estado pudesse fazer uma experiência tão grande, que leve a atitudes concretas no seu dia-a-dia, com todas as pessoas, especialmente aquelas que estão em vulnerabilidade, pois Deus se manifesta no cuidado com aqueles que sofrem”, disse.

Deixe uma Resposta